sábado, 8 de outubro de 2016

4 Parte: Vítima de bullying

Aquele inferno do 1 grau havia acabado, agora vida nova, mudei de escola, fui para uma escola particular, legal era no centro da cidade, uma escola que aparentava ter educação rígida por ser uma das primeiras escolas da cidade. 
Então 2 Grau, opa deve ser igual a escola americana que assistia nos filmes, mas desta vez serei popular, não serei mais tímida, sou linda e vou chamar a atenção. Só que a boba aqui esqueceu de um detalhe estava gorda, acima do peso, adolescência engordamos pois estamos em fase de crescimento dizia meus pais. Aham cheguei na escola nova, com batom na boca, estava com 14 anos ( nunca reprovei), cabelo solto, ansiedade há mil por hora, na noite anterior mal podia dormir, acordei cedo animada, passei rímel também, fui toda maquiada e perfumada. Estava demasiadamente empolgada com o primeiro dia de aula, novas pessoas, com certeza iria fazer amigos.
Não deu outra cheguei na sala e as meninas mais populares eram 4 da escola, pois estudaram lá desde o Jardim, me recepcionaram bem, me tornei uma das populares, mas isso só durou 3 meses. 
No 3 mês que estava lá queimei minha perna pela inalação na época com produto inalatório e água quente,  então fiquei tinha afastada da aula durante 2 meses, quando voltei tinha que usar roupas leves ( somente saias) porque estava ainda cicatrizando minhas pernas. E a primeira aula que tinha aquele dia era uma matéria que odeio até hoje ( Educação Física), pois a maioria dos nerd´s são péssimos nessa matéria, e eu porque estava com saia não podia fazer, logo começou a zombaria pelo professor de Educação Física, é mais um professor fazendo Bullying, legal isso, e como a turma a maior parte curtia esse professor, me dei mal, pois as populares me isolaram, fiquei com amizade com as duas meninas que eram também motivos de bullying, no primeiro ano elas ainda estavam lá. Mas elas foram transferidas no 2 ano para outra escola, e nessa época fiquei sozinha, novamente. Então não me dei por vencida, ja tinha pensado mesmo as "patricinhas de beverly hills" zuando de mim, pois voltei a depressão, recai novamente, mas tinha um professor de ensino religioso que me dava apoio espiritual na época e falava palavras maravilhosas sobre Deus, ele e sua esposa me ajudaram muito. Então fiz amizade com um grupo dos baderneiros, é a nerd resolveu fazer amizade com quem estava fazendo bullying, assim me livraria de 55% das zombarias. E dito e feito, fiz amizade com as duas meninas que sempre praticavam Bullying, elas eram inteligentes, mas revoltadas por serem bolsistas e as meninas que elas conheciam da sala estudaram com elas desde o jardim. 
As zombarias continuaram, pois as patricinhas continuaram zoando, ainda mais que nessa época falei para o professor que queria seguir a vida religiosa e ir para um convento..... logo os meninos e essas individuas fizeram o Bullyng em 45%, mas Deus me deu forças, e tinha esse grupo das revoltadas as quais faziam trabalho comigo, me sentia um pouco mais a vontade, apesar da timidez, estava um pouco mais animada e a depressão tinha diminuível drasticamente.
No terceiro ano como só ficaram 10 alunos no colégio ele foi um pouco sossegado, tirando 3 meninos que zombavam de mim sempre, cantavam músicas para zombar, jogavam papelzinho, não me senti sozinha porque entraram novos alunos bolsistas eram 4 bolsista e eu que não era bolsista e os outros 5 meninos que eram da minha antiga turma, apesar um dos 3  de apelido Kadu que faziam Bullying me revelar no final que na verdade ele fazia isso porque queria chamar minha atenção porque era afim de mim, e começou a tentar me conquistar todo dia levando minha mala para a sala de aula.
Nessa época mudei de atitude, cortei o cabelo curto, pintei de ruivo, mudei todo o visual, e deu certo.
Mas não ia durar por muito tempo.
Parte 5 contarei o que diminuiu e novo minha auto estima, e o bullying que sofri na FACULDADE. É o pessoal na faculdade também faz Bullying.

Nenhum comentário:

Postar um comentário