domingo, 9 de outubro de 2016

Perfil das Vítimas de Bullying e estatuto da Criança e do Adolescente





E

É muito indo o Estatuto da Criança e do Adolescente, na minha época já tinha..... mas não funcionava em nada, os professores agrediam psicologicamente, os colegas de classe também, alguém fazia alguma coisa, nem orientação psicológica tínhamos na escola.

As escolas no mundo todo falham e prejudicam até o futuro de suas crianças e de seus adolescentes, vou colocar um texto aqui, se você possui uma dessas características, procure uma ajuda psicológica ( um psicologo), peça orientação do que fazer.
Os estudiosos citam uma característica comum aos alvos de bullying: em geral são extremamente passivos, tendem a ser inseguros e não se defendem ( Winkler, 2005; Voors, 2000). Olweus (1993), o primeiro grande estudioso do comportamento bullying, afirma que as vítimas são mais ansiosas e inseguras, solitárias e abandonadas na escola, têm baixa autoestima e em geral reagem aos ataques chorando ou se retraindo.
Outra característica comum nas vítimas de bullying é ser diferente de alguma forma. São aqueles que se vestem de uma forma diferente, que são gordos, ruivos ou sardentos numa sala em que o `normal`não é isto, de outra raça, religião, etc. Em resumo, que apresentam algum traço que `os coloca em desvantagem segundo o ambiente em que vivem`(Neremberg in Winkler, 2005).
Para fins mais didáticos apresento abaixo um possível perfil das vítimas embora, é claro, não exista um perfil único:
  • Normalmente são caladas, cautelosas, sensíveis e podem chorar facilmente;
  • Podem ser inseguras, ter pouca confiança e sofrer de baixa auto-estima;
  • Geralmente têm poucos amigos e são socialmente isoladas;
  • Têm medo de serem feridas;
  • Podem ser ansiosas ou deprimidas;
  • Tendem a ser fisicamente mais fracas que seus agressores (especialmente no caso de meninos);
  • Podem preferir passar mais tempo com adultos (pais, professores, auxiliares) do que com colegas da mesma idade.
Ao falarmos sobre as vítimas de bullying é preciso não colocar jamais a culpa na vítima. Como enfaticamente afirma Coloroso (2003)
Ninguém merece sofrer bullying! Crianças que apresentam comportamentos que aborrecem ou divertem seus agressores ainda assim têm o direito de serem tratadas com dignidade e respeito, como qualquer outro!
FONTE: http://bullying8e.blogspot.com.br/p/perfil-das-vitimas-de-bullying.html



Nenhum comentário:

Postar um comentário